OUVIDORIA: 0800 648 1143

Trabalho social e reuniões aproximam comunidades da nova Ponte do Guaíba

091214-PG_Reuniao_Comunidade_Ilhas_01.12 (17)

Com a finalidade de aproximar a comunidade das obras da nova ponte do Guaíba, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e as empresas responsáveis pela construção do empreendimento estão realizando reuniões periódicas com lideranças comunitárias e a população das áreas impactada. Nos últimos seis meses foram promovidos dez encontros, levando informações sobre o reassentamento e o projeto da ponte para aproximadamente 2 mil pessoas. Além de informar, o órgão está ouvindo as demandas das comunidades.

O Consórcio Ponte do Guaíba –  formado pelas empresas Queiroz Galvão e EGT Engenharia –  é o responsável pelo trabalho social voltado ao reassentamento da população impactada nas ilhas do Parque Delta do Jacuí, Bairro Arquipélago e Tio Zeca e Areia, no Bairro Humaitá, no continente. O serviço é formado por duas assistentes sociais e quatro agentes comunitárias que têm como princípio básico, o de apresentar o processo de realocação e mudança de domicílio dos moradores cadastrados. Promover ações de caráter informativo e educativo, encaminhar necessidades aos Centros de Referência em Assistência Social (Cras), Saúde, Educação e aos órgãos responsáveis por cada situação, são fundamentos diários do grupo presente nas ruas.

Entre as ações promovidas está também o cadastramento de moradias e instituições que estão na faixa de domínio da nova ponte ou em área de preservação ambiental. Neste levantamento, foi detectada a necessidade de realocar 998 famílias e 33 comércios. Estes cadastros estão congelados para evitar novas ocupações.

Reassentamento

Os trabalhos necessários ao reassentamento das famílias impactadas pelas obras da Nova Ponte do Guaíba, caminham juntamente com o trabalho Técnico Social que o Consórcio Ponte do Guaíba realiza dentro destas comunidades. Nestes trabalhos, o DNIT busca junto à prefeitura de Porto Alegre a aprovação das diretrizes básicas, que determinam a configuração dos loteamentos que serão utilizados para reassentar estas famílias e o enquadramento dos mesmos no zoneamento municipal. Com base nestas diretrizes, o DNIT irá propor posteriormente o projeto urbanístico que também será submetido ao licenciamento ambiental e após concluídas e aprovadas todas as etapas, serão iniciadas as obras de infraestrutura para receberem as casas de acordo com o Programa do Governo Federal Minha Casa, Minha Vida em parceria com o Ministério das Cidades.

Onde obter mais informações

Para responder com a transparência necessária sobre seus serviços e o desenvolvimento da obra junto aos moradores, além de proporcionar o exercício da formação cidadã e melhorias na qualidade de vida das pessoas envolvidas, o Consórcio dispõe de uma unidade móvel de apoio às comunidades. Ela circula diariamente pelos bairros e oferece todos os serviços da equipe. Outra forma da população obter informações é por meio da Ouvidoria do Consórcio Ponte do Guaíba, no telefone 0800 648-1143. Também será possível acompanhar o andamento das obras neste site.